Luciano Cartaxo aparece em lista de repasses de Wilson Santiago: R$ 260 mil

Segundo documentos obtidos ilegalmente pela Revista Crusoé – trata-se de uma investigação em curso, – a Polícia Federal encontrou entre os pertences do deputado federal Wilson Santiago (PTB-PB) uma lista de repasses financeiros feitos a diversos nomes da política nacional e estadual.

Em meio a esses nomes, o do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, do PV, aparece ao lado de um valor: R$ 260 mil (veja acima a lista).

Não é a primeira vez que Cartaxo tem seu nome associado à suspeitas de corrupção. O prefeito já foi gravado, ao lado de secretários de sua confiança, discutindo meios para extorquir um fornecedor da Secretaria de Saúde da PMJP (leia aqui.)

E olhe que o que esses áudios não representam 20% do que ainda deve vir a público. E nem de longe é o mais grave.

O grupo de Cartaxo também está Calvário. Como para a maior parte da nossa aguerrida imprensa o que dizem delatores em busca de benefícios é verdade inquestionável, Livânia Farias declarou em depoimento que o homem de confiança de Luciano Cartaxo, o atual secretário de Desenvolvimento Urbano, Zennedy Bezerra , recebeu R$ 300 mil para a campanha do irmão do prefeito ao Senado, em 2014, Lucélio Cartaxo (leia aqui).

Qual será a reação da nossa aguerrida imprensa ao fato? Nilvan Ferreira vai se esgoelar ao meio-dia? Clilson Júnior e o ex-operador político de Ricardo Couitnho, Luís Torres, vão bater na mesa? Um dos blogueiros oficiais da Calvário, Anderson Soares, vai vomitar seu moralismo de ocasião em seu blog?

A conferir.

Wilson Santiago: ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro

A Polícia Federal também encontrou em uma mala que pertence a Wilson Santiago registros financeiros de um avião cuja propriedade formal é de uma empresa cujo sócio é Israel Nunes de Lima.

Israel é secretário parlamentar do gabinete de Wilson Santiago. Em uma das filmagens, ele aparece recebendo R$ 50 mil no aeroporto de Brasília. Depois de sair do aeroporto, a PF o segue até o Congresso.

Notem que o que sobra em investigações que envolvem personalidades da direita, como malas de dinheiros, provas de ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro, falta quando os investigados são de esquerda, como Lula e Ricardo Coutinho.

Pois bem, nada disso apareceu até agora nas “investigações” da Operação Calvário. Nada referente a ocultação de patrimônio em nome de laranjas ou parentes, malas de dinheiro, lavagem de dinheiro, contas no exterior.

Como Ricardo Coutinho é mais esperto, enterrou tudo em botijas. Ou dentro de colchões. Quem sabe?

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: