Presidente da Câmara do Conde, Manga Rosa, quer derrubar a prefeita Márcia Lucena

Virou moda na Paraíba presidente de Câmara de Vereador montar acordos espúrios com seus pares para formar maiorias circunstanciais com o objetivo de derrubar prefeitos legitimamente eleitos.

Agora, é a vez do Conde. O caminho para colocar em movimento as engrenagens desse golpe começou no final do ano passado com a decretação da prisão da prefeita da cidade, Márcia Lucena, a partir de um ato absolutamente ilegal e sustentado em acusações sem nenhuma sustentação, tanto que ela conseguiu habeas corpus logo depois.

O plano inicial deve ter levado em conta que Márcia Lucena não conseguiria sua liberdade tão rapidamente, permanecendo mais tempo longe da Prefeitura, pelo menos durante os meses de janeiro e fevereiro, tempo que seria suficiente para que o presidente da Câmara de Vereadores do Conde, que assumiu por alguns dias a cadeira de Márcia Lucena, construísse uma maioria folgada para derrubar a prefeita legítimamente eleita.

Márcia Lucena conseguiu, entretanto, o habeas corpus, o que certamente atrapalhou os planos dos vereadores golpistas do Conde. Como essa gente não desiste, janeiro e fevereiro serviu para conspiratas, para o planejamento do assalto à prefeitura, com o apoio do submundo da política paraibana.

Porque derrotar a exitosa e mudancista experiência administrativa que a prefeita Márcia Lucena empreende no Conde desde 2017, é central para a estratégia dos velhos grupos oligárquicos, inclusive os da cidade, que pretendem retomar o controle da política paraibana. É isso que está em jogo hoje na Paraíba.

Por isso, o presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Manga Rosa, resolveu antecipar o reinício dos trabalhos para instalar uma CPI que terá por objetivo investigar contratos da administração para recolhimento do lixo.

Trata-se de um assunto requentado. Segundo a prefeita constitucional do Conde, Márcia Lucena, esses contratos já foram auditados e aprovados pelo Tribunal de Contas. Mas não só. A própria Câmara de Vereadores debateu e aprovou, no final do ano passado, as contas da administração atual e nenhuma irregularidade foi identificada.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, a prefeita Márcia Lucena denunciou o golpe que está em curso que pretende afastá-la do cargo, isso no ano da eleição. Márcia questiona mudança tão abrupta no comportamento de alguns vereadores.

Vale a pena ler os trechos finais do vídeo, mas eu recomendo que você veja na totalidade as palavras de Márcia Lucena, uma descrição resumida dos avanços promovidos por sua inovadora administração

Estou trazendo este tema a vocês para que possam fazer uma reflexão profunda sobre a atitude desses vereadores. Alguns deles, que também já tiveram mandatos antes, perceberam que o que lhes faltava era a oportunidade de se aliarem a um trabalho correto – e estes estão junto comigo, permanecem na luta! Oposição é importante, é fundamental! Mas ela precisa ter como foco a construção e não a destruição!

Sou uma mulher justa, crente, de fé! Creio em Deus acima de tudo e entrego minha vida a ele todos os dias! Creio nos homens e nas mulheres, creio na vida, creio na Justiça, e sei que tudo que está acontecendo será para que o bem tenha uma grande vitória sobre o mal Vamos juntos, eu e vocês! Vamos continuar fazendo do Conde uma cidade unida! Estou na praça de guerra, no campo de batalha, e como diz o cantor Siba: a patifaria não atinge meu coração, pois tenho a proteção e o poder que me irradia!

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

%d blogueiros gostam disto: