Blog do Tião Lucena: Defesa de Ricardo condena uso do direito penal “como forma de perseguir determinado agente político às vésperas do pleito eleitoral”

Igor Suassuna

Em nota à imprensa, os advogados Eduardo Cavalcanti e Igor Suassuna condenaram o que classificaram de “utilização do processo penal como forma de perseguir determinado agente político às vésperas do pleito eleitoral”, referindo-se à nova denúncia do Ministério Público contra o ex-governador Ricardo Coutinho.

Segundo a nota, “o oferecimento de denúncias separadas e consecutivas, por fatos que são idênticos ou, no mínimo, conexos, não encontra amparo na lei e nem na Constituição”.

Na denúncia protocolada ontem, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) aponta supostas irregularidades na aquisição do imóvel onde funcionou o Canal 40, do PSB.

Procurando me inteirar sobre o dito imóvel, fiquei sabendo que ele não pertence ao ex-governador. Foi  comprado por uma irmã dele em 2008 para abrigar uma empresa de locação de máquinas.

Cedido gratuitamente ao PSB para funcionar como apoio à campanha, a irmã de Ricardo pediu apenas que o prédio fosse devolvido em ordem. A pouca reforma registrada no local ficou a cargo de Livânia Farias , de Ivan Burity e da direção do PSB da época. O Canal 40, conforme informações prestadas ao blog, só era usado em tempo de eleição para gravações e nunca como escritório.

Acesse o Blog do Tião Lucena clicando aqui.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: