Após denunciar extorsão na Prefeitura de Bayeux, Wanderly Farias é nomeado Secretário de Comunicação

A imagem acima é de um print de uma mensagem postada por Wanderly Farias no Whatsapp. Na mensagem, que tem o sugestivo título em letras garrafais de COMEÇOU O DESMANTELO, Farias denuncia que, pela acordo que elegeu indiretamente Luciene de Fofinho prefeita de Bayeux, “o vice Adriano Martins e Zé Baixinho ficaram com [secretaria de] infraestrutura e o lixo”. Os dois foram eleitos para a Câmara em 2018, sendo que Adriano assumiu a prefeitura ao lado de Luciene de Fofinho.

Segundo a denúncia de Wanderly Farias, o proprietário da empresa que coleta lixo na cidade estaria “se queixando” que Martins e Baixinho estariam exigindo R$ 100 mil reais por mês para que a empresa não fosse substituída por outra. Wanderly termina a mensagem com uma misteriosa ameaça: “E parece que tem áudios das conversas”.

Wanderly pertencia à equipe do ex-prefeito Jeferson Kita. Por isso, muita gente estranhou o comunicado abaixo:

JORNALISTA WANDERLY FARIAS SERÁ O SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO NA GESTÃO LUCIENE GOMES

Prego batido, ponta virada. Foi confirmada a indicação do competente jornalista, Wanderly Farias, para ocupar a Pasta de Comunicação na gestão da prefeita Luciene Gomes.

Wanderly tem larga experiência na área de comunicação e tem muito a contribuir com a gestão, somando-se a outros importantes nomes que integram a equipe de auxiliares da prefeita.

Luciene tem usado como critério primordial para suas nomeações, a competência técnica e o profissionalismo de cada integrante.
Parabéns, prefeita!

Heleno Teixeira

Você já deve ter entendido como o jogo da politika é jogado em Bayeux, não? O Ministério Público parece que ainda não.

QUEM É A NOVA PERFEITA DE BAYEUX?

A nova prefeita de Bayeux atende pelo nome de Luciene de Fofinho. Antes de herdar os votos do marido, o ex-vereador Mizael do Carmo, mais conhecido na cidade pela alcunha de “Fofinho”, Luciene ganhou notoriedade nacional em 2009 por ter sido incluída pela prefeitura entre as beneficiárias do Bolsa Família, mesmo que o marido à época recebesse R$ 7 mil reais referente ao cargo de vereador e presidente da Câmara de Bayeux.

A atuação recente de Luciene de Fofinho como vereadora foi marcada pela oposição ferrenha ao ex-prefeito Berg Lima, preso após ser filmado recebendo propina de um empresário de Bayeux para liberar pagamentos à empresa do mesmo.

Aliada de primeira hora do atual presidente da Câmara de Vereadores de Bayeux e ex-prefeito interino depois da renúncia de Berg Lima, Jeferson Kita, Luciene de Fofinho não pensou duas vezes para mudar de lado e aliar-se ao antigo adversário. A oferta era sedutora: Luciene seria eleita indiretamente prefeita de Bayeux.

Luciene também é conhecida por seu fervor religioso. Ela adora misturar política e religião, sendo o que Jair Bolsonaro definiria como “terrivelmente evangélica”.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: