Entrada de Ricardo na disputa pela PMJP esvazia de sentido candidatura de Anísio Maia

Enquanto não existiu um candidato que representasse as forças progressistas, e que conseguisse reunir, ao mesmo tempo, capacidade para uni-las e chances de derrotar o bolsonarismo em todas as suas variantes em João Pessoa, a candidatura de Anísio Maia ainda fazia sentido existir, embora o desempenho do candidato do PT, meses depois do anúncio, tenha pouco avançado nas pesquisas muito pouco acima do 1%.

Depois do lançamento de Ricardo Coutinho à Prefeitura de João Pessoa, entretanto, a candidatura de Anísio Maia perdeu todo o sentido, a não ser para cumprir um papel divisonista e divesionista. Apesar dos esforços, Anísio Maia não conseguiu se viabilizar como um candidato que representasse eleitoralmente a diversidade de um base social que deu a vitória em João Pessoa às forças progressistas nas últimas quatro eleições, com a exceção duvidosa de 2016 em razão do quadro desfavorável e confuso que se estabeleceu, que levou Luciano Cartaxo a se mudar de mala e cuia para o campo do conservadorismo cassista. A fragilidade desmonstrada pela candidatura de Anísio Maia se evidencia ainda mais se considerarmos um quadro eleitoral sem a presença de Ricardo Coutinho.

Decorre da consideração desse fatos a decisão do ex-prefeito de João Pessoa e ex-governador de entrar na disputa. Essa decisão abre perspectivas de vitória onde antes mais existiam. Maia dos que isso, a candidatura de Ricardo Coutinho oferece ao eleitor uma alternativa programática, real, consistente, confiável, e não apenas àquele eleitor identificado com as ideias dos partidos que compõe o campo do PSB. A grande referência foram as administrações democráticas e desenvolvimentistas que mudaram a face urbana de João Pessoa, incluindo a sempre esquecida periferia.

Isso significa que, com Ricardo Coutinho candidato, o campo progressista saiu do gueto em que a direita pessoense, reanimada com a adesão de João Azevedo, tentou por meses mantê-lo. A decisão de Ricardo Coutinho, sobretudo, colocou água no chopp do governador João Azevedo que, por meses e a um custo incalculável para os cofres públicos,  planejou cuidadosamente acomodações para que a disputa em João Pessoa fosse na realidade uma disputa entre os candidatos identificados com o bolsonarismo, campo para o qual se mudou de mala e cuia. E a candidatura de Cícero Lucena, hoje filiado ao PP dos irmãos Daniela e Aguinaldo Ribeiro, do Grupo da Várzea, seria a grande estrela desse projeto conservador que é, na realidade, um caminho de volta ao passado que a cidade pensava superado.

Enfim, a candidatura de Ricardo Coutinho coloca os termos da disputa em outro patamar, não tendo sido à toa que todos os candidatos, com exceção de Edilma Freire, do PV, passaram o recibo do verdadeiro terror que a candidatura de Ricardo despertava em todos eles. Aliás, a candidata Edilma Freire passou a depender exclusivamente do peso da máquina de uma administração insossa e de poucas realizações, fragilidade já demonstrada pelo abandono de antigos aliados, que preferiram trair o prefeito, depois de oito anos de declaração de lealdade.

No mais, se agir com generosidade política, levando em conta a importância de uma eleição decisiva que antecede a batalha definitiva para o país e para o povo brasileiro, em 2022, o grupo de Anísio Maia se engajará na campanha de Ricardo Coutinho para prefeito de João Pessoa. Sobretudo porque agora se trata de uma decisão partidária. E ir contra ela reforçará ainda mais a impressão de que a candidatura do deputado estadual petista se prestava a dividir a esquerda, para os aplausos da imprensa bolsonarista e a felicidade de João Azevedo, Nonato Bandeira e Cícero Lucena.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: