Secretário Executivo da Educação ameaça professor que não fizer campanha para Cícero Lucena

Nós somos João, sim, com certeza. E também a professora Oneika, todos nós estamos juntos e misturados, somos todos Paraíba, e nós estaremos juntos, estamos juntos nessa campanha a nível municipal. Nós sabemos e enxergamos todas as circunstâncias que estão rodeando todo o estado da Paraíba, inclusive também nossa capital. Mas, temos a total convicção e certeza de que cada um de vocês, cada um de nós, também somos essa camisa, a camisa do governador João Azevedo. Da maneira que o governador João Azevedo se posicionar nós estaremos juntos e misturados com o nosso governador (…) Nós iremos, sim, poder estarmos juntos nas ruas buscando essa nossa vitória aqui na Capital com o nosso prefeito Cícero Lucena e nosso vice-prefeito, Léo Bezerra.

As palavras acima foram pronunciadas durante uma reunião virtual de planejamento de atividades da 1a. Região de Ensino. A reunião foi conduzida pela gerente Uleika Aragão e resume bem o tamanho do retrocesso que a Paraíba vive, hoje.

Portanto, não se trata de apenas um grave crime eleitoral. A participação do Secretario Executivo de Gestão Pedagógica da Secretaria de Educação, Gabriel dos Santos Souza Gomes, pedindo votos para o candidato Cícero Lucena é uma demonstração de que as velhas práticas do passado estão de volta.

E tem muito mais num áudio que tivemos acesso – não exibiremos aqui porque a professora que gravou fala durante a gravação e, por isso, pode ser identificada.

Em outro trecho do áudio, o Secretário começa a dar o recado ameaçador que justifica sua presença na reunião.

Nós estamos observando tudo que está acontecendo, claro, de olhos muito aberto, contamos também com vocês que são as pessoas de confiança nossa nas escolas. Então, estejam de olhos muito abertos.”

Em seguida, ele expõe a face coronesleca do atual governo quando diz que tratará quem não votar e fizer campanha para Cícero Lucena como “tapuru de goiaba”:

“Nós não iremos admitir nenhum tipo de tapuru dentro da goiaba. Se nós detectarmos qualquer coisa desse tipo, nós iremos, sim, tirar de dentro e jogar fora.”

Um governo que não tem o pudor de usar o espaço público, mesmo que virtual, para pedir votos, ameaçar e obrigar professores a fazer campanha eleitoral, como se a repartição pública fosse uma extensão do partido do governador, mostra até onde está disposto a ir para impor sua vontade – e se são capazes de agir assim com professores, imagine o que estão fazendo com outras categorias.

O professores saberão dar a resposta que esse governo merece.

Abaixo, trecho em vídeo da parte final da reunião, gravado por outra professora e com uma tarja para impedir a identificação da corajosa autora.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Um comentário em “Secretário Executivo da Educação ameaça professor que não fizer campanha para Cícero Lucena

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: