Plenária dos movimentos sociais: veja discurso de Ricardo Coutinho

Representantes de diversos movimentos sociais se reuniram hoje (13/10) numa plenária bastante representativa em apoio ao candidato do PSB à Prefeitura de João Pessoa, Ricardo Coutinho. Vários candidatos/as a vereador do PSB e PT estavam presentes

Esquetes foram apresentadas e poemas recitados antes do discurso de Ricardo Coutinho (assista ao vídeo).

Depois do pronunciamento do socialista, o manisfesto abaixo foi lido e aprovado pelas entidades e organizações presentes.

Manifesto dos movimentos sociais em apoio à candidatura de Ricardo Coutinho

João Pessoa não pode retroceder. A capital de todos os paraibanos não pode nem vai voltar ao passado em que poucas famílias mandavam nos destinos do seu povo, nem será governada por grupos q defendem o armamento da população e desrespeita os princípios básicos de convivência comunitária.

João Pessoa quer seguir em frente mudando, com democracia e participação popular. Queremos um prefeito que acredite no diálogo e esteja aberto a ouvir o povo, os movimentos sociais, e não apenas a força organizada dos mais ricos.

Nós, que somos e representamos os Movimentos de Criança e adolescente, de Juventude da Periferia, de negros/as, de mulheres, dos/das estudantes, dos/das professores/as, dos/das sindicalistas, dos/das catadores/as de lixo, e o Movimento Cultural, temos o que propor e reivindicar não só políticas públicas que nos dizem respeito, mas afirmar que a garantia dessas políticas proporciona uma mudança de realidade e os destinos de nossa cidade e do seu povo.

Diante de um cenário onde é notória a falta de compromisso com pautas tão importantes, reconhecemos na candidatura de Ricardo Coutinho a única via possível de reencontro da cidade com os Movimentos Sociais, e, portanto, com uma João Pessoa mais democrática, participativa e mais comprometida com um desenvolvimento que seja mais inclusivo e que distribua melhor os recursos de todos os pessoenses.

Diante de tudo isso, queremos manifestar nosso apoio e confiança de que a partir de 1º de janeiro os Movimentos Sociais voltarão a ter voz e força para barrar o fascismo que teima em bater na nossa porta.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: