O ex-cassista Coronel Kelson é obrigado por juíza a excluir ataques a Ricardo Coutinho de redes sociais

Ataques eleitoreiros à honra de Ricardo Coutinho, candidato do PSB à Prefeitura de João Pessoa, desferidos por adversários políticos, vão caindo um por um na justiça eleitoral.

Depois de considerar injuriosos os ataques dos candidatos do partido Patriota a prefeito, Walber Virgolino, e a vereador, Sargento Sóstenes, ontem foi a vez da juíza eleitoral Cláudia Evangelina Chianca Ferreira determinar que o coronel aposentado da PM, Kelson Chaves, excluísse de suas redes sociais ataques a Ricardo Coutinho (PSB).

O corornel Kelson foi Comandante da Polícia Militar da Paraíba nós dois últimos anos do governo de Cássio Cunha Lima, governador cassado por ter distribuído cheques da Fundação de Assistência Comunitária (FAC).

Em 2018, chegou a anunciar candidatura a deputado federal pelo PSDB, partido de Cássio Cunha Lima e Aécio Neves, mas acabou desistindo.

Coronel Kelson ao lado de Raimundo Lira (ex-PDS,ex-PMDB, ex-PRN, ex-PFL, atualmente no PSD), de quem foi assessor no senador entre 2015-2018.

Atualmente, Kelson Chaves é candidato a vereador pelo partido Patriota. Caso não obedeça às determinação da juíza, o coronel aposentado será obrigado a pagar multa diária no valor de R$ 500.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: