ENCENAÇÃO? Cunhada de Cícero Lucena é assessora parlamentar de Ruy Carneiro na Câmara

Não se enganem. A política tem muito de encenação e, como no teatro, tem os bons e os maus atores.

Em 2018, por exemplo, Jair Bolsonaro, encenou o papel de político “anti-establishment“. E logo Bolsonaro que estava há quase 30 anos no Congresso e havia passeado por uma dezena de partidos – aliás, um político antissistema jamais teria contado com o apoio de todos os banqueiros do Brasil, como aconteceu no segundo turno em 2018.

Muita gente acreditou, outros fingiram acreditar e a tragédia se realizou. Tragédia para os mais pobres, diga-se, porque os mais ricos ficaram mais ricos.

Na eleição para prefeito de João Pessoa de 2020, a encenação que alguns candidatos protagonizam tem sido a marca dessa campanha.

Tem o “delegado” moralista que gasta quase R$ 40 mil mensais de verbas indenizatórias, mesmo com a Assembleia Legislativa fechada e os deputados exercendo suas funções em casa.

Tem o candidato que vivia a atacar a corrupção no rádio e na TV, e que responde a processo por falsificação e sonegação fiscal (e sob a proteção do “segredo de justiça!”).

Tem o caboquin do centrão que fala em melhorar a administração pessonse, logo ele, que foi um dos piores prefeitos que a cidade já teve.

E tem o deputado federal Ruy Carneiro, que resolveu apresentar-se como o santo da eleição, num papel mal ajambrado e completamente fora de lugar. Ruy, por exemplo, já foi condenado em primeira instância por improbidade administrativa, que é outra maneira de dizer que ele foi desonesto.

Em 2006, durante o governo de Cássio Cunha Lima, de quem foi candidato a vice-governador na eleição de 2014, a esposa de Ruy Carneiro pagou com dinheiro público um tratamento dentário de R$ 10 mil reais (corrigido pelo IPCA, esse valor equivaleria hoje a R$ 41.000!) E, para agravar ainda mais a situação, os recursos saíram do Fundo de Combate à Pobreza. Pense na sensibilidade social e na preocupação com os recursos públicos dessa família!

Uma revelação pode colocar em dúvida se os embates protagonizados ao longo da campanha entre Ruy Carneiro e Cícero Lucena são realmente pra valer ou pura encenação.

É que entre os assessores parlamentares de Ruy Carneiro na Câmara Federal está Maria Ernestina Assis de Moura (veja imagem acima). Maria Ernestina é ninguém mais que irmã de Maria Lauremília Assis de Lucena, esposa do candidato do PP a prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena.

Laura Emília no programa de Cícero

Estranho, não? Como a imagem acima mostra, Laura Emília está engajadíssima na campanha de Cícero? Ruy e Cícero foram muito próximos, a ponto do hoje deputado federal ter sido apoiado pelo então prefeito de João Pessoa na eleição de 2004.

Por que Ruy Carneiro haveria de manter em seu gabinete a irmã da esposa de um candidato adversário?

Como jabuti não sobe em árvore, e na política tradicional paraibana essas nomeações não são obras do acaso, vamos esperar pelo segundo turno em João Pessoa.

Família, família…

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: