Depois de Romero Rodrigues e Bruno Cunha Lima desmentirem apoio, restou a João Azevedo voto de Eva Gouveia em Campina

A situação de João Azevedo começa a ganhar contornos de desespero em Campina Grande, o segundo maior colégio eleitoral do estado.

O governador fez estardalhaço por conta de uma reunião com vereadores e suplentes de vereadores de Campina Grande para insinuar apoio de Romero Rodrigues. (Leia aqui)

Foi desautorizado pelo ex-prefeito de Campina Grande.

Ontem, o deputado estadual Hervázio Bezerra tentou se mostrar especialista em política campinense. Apavorado com a decisão do senador Veneziano Vital de se candidatar ao governo estadual, disse que esse fato deve levar Romero Rodrigues e, por tabela, Bruno Cunha Lima, atual prefeito de Campina Grande, a apoiarem a reeleição de João Azevedo. (Leia aqui).

Bruno também desautorizou Bezerra chamando-o de “pitaqueiro” e recomendando que que o deputado estadual de preocupasse “com a eleição dele antes de querer opinar sobre a política em Campina.”

Além disso, Bruno questionou a autoridade de Hervázio Bezerra para opinar sobre o que desconhece: “se ele descer no calçadão, corre o grande risco de passar despercebido, sem ninguém saber quem é ele”.

Em Campina, resta a João Azevedo o apoio de Eva Gouveia (que comemorou o dia inteiro o ineditismo da adesão de dois prefeitos do PSD à reeleição do governador) e de alguns poucos suplentes de vereador, que, por enquanto, estão mantidos.

Não se sabe até quando.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: