Eva Gouveia chama Bruno Cunha Lima de “coronel” e avança no espaço vazio deixado por Romero Rodrigues

Não se pode dizer que Eva Gouveia não tem coragem e uma dose alta de lealdade.

Assim que tomou conhecimento da posição de Romero Rodrigues, que anunciou em vídeo postado ontem nas redes sociais, seu apoio à candidatura ao governo de Pedro Cunha Lima, a vereadora e secretária de estado tornou pública uma nota em que desautoriza o ex-prefeito de Campina Grande, afirmando que a posição de Romero não representa a posição nacional do partido e que, portanto, foi uma manifestação de cunho pessoal.

Mais arrojada ainda foi a resposta que Eva Gouveia deu ao atual prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, que retaliou de imediato Eva Gouveia e  demitiu João Paulo Freire, aliado da deputada e tesoureiro do PSD, partido de Romero e do próprio Bruno:

“A tirania e o coronelismo de Bruno envergonha o PSD”, retrucou Gouveia, revelando um estilo muito diferente do marido falecido, o ex-deputado federal Rômulo Gouveia.

E continuou na mesma toada, praticamente expulsando o prefeito de Campina Grande do partido que Rômulo Gouveia ajudou a criar na Paraíba:

“Bruno exonerou o tesoureiro do partido, o administrador da legenda. Ele rompeu com o próprio partido e se ele rompe com o PSD, naturalmente rompe comigo. A vida é feita de escolhas e ele fez a dele. Estou rompida politicamente com Bruno, mas observem, porque ele rompeu com o PSD e então comigo. O que tenho para dizer a ele é que a porta da rua é a serventia da casa.

Depois de Veneziano Vital avançar para se lançar candidato ao governo e de Romero Rodrigues anunciar apoio a Pedro Cunha Lima, Eva Gouveia fareja a ocupação do espaço deixado e mira a vaga de candidata à vaga de vice na chapa de João Azevedo, que certamente estará reservado à alguém de Campina Grande.

Outra opção é o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, que, em 2014, segundo relatos que ele gostava de repetir, quase foi vice de Ricardo Coutinho.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: