SENADO: Rangel Jr. vira opção progressista para eleitor de Lula e João Azevedo

Rangel Jr. é o mais novo pré-candidato ao Senado da praça. Quadro histórico do PCdoB, partido no qual ingressou ainda jovem, Rangel Jr. é professor da UEPB, foi presidente da Associação dos Docentes e, por oito anos, Reitor da instituição.

Rangel Jr. é responsável, ao lado da ex-reitora Marlene Alves, por uma verdadeira revolução na UEPB. A autonomia financeira conquistada pela universidade durante o governo Cássio Cunha Lima, foi o ponto de partida para o começo de uma mudança que estadualizou a UEPB, modernizou suas instalações, sobretudo com a conclusão da construção do campus de Bodoncogó, em Campina Grande.

Uma política salarial ousada valorizou o corpo docente da UEPB e ajudou a atrair professores aposentados de instituições federais e recém-doutores, que mudaram o perfil acadêmico da universidade.

Afastado da política desde que deixou a reitoria da UEPB, Rangel Jr. foi seduzido pelos apelos da juventude do PCdoB e da militância de esquerda que apóia a reeleição do governador João Azevedo, incomodada com o predomínio de candidatos ligados às forças conservadoras que disputarão a única vaga para o Senado na eleição de 2022.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: