IMPRENSA.GOV EM SILÊNCIO: João Azevedo não faz investimento mínimo em Educação e Saúde e suas contas são reprovadas pelo TCE

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) decidiu reprovar as contas do ano de 2019 do governador João Azevedo. Entre outras irregularidades, a auditoria de TCE-PB constatou que João Azevedo gastou abaixo do que determina a Constituição em Educação e Saúde, 25% e 12% do orçamento, respectivamente. Além disso, João Azevedo trouxe de volta os chamados servidores codificados, pessoal contratado sem vínculo formal com o estado, e que representaram um gasto anual de R$ 235 milhões no primeiro ano de governo.

Essa seria uma notícia de inquestionável interesse público e, como tal, deveria estar em destaque na imprensa da Paraíba, não é verdade? Não na Paraíba, não para os setores que este blog chama de imprensa.gov, a tropa de choque montada pela Secom estadual para defender o governo de João Azevedo na imprensa.

Com raras exceções, como a do Jornal da Paraíba , G1 e Portal Correio, que deram destaque à decisão do TCE e mantiveram a notícia na cabeça da página por toda a tarde de hoje, alguuns sites, cujo governismo é sua marca em qualquer tempo, ou esconderam a informação ou preferiram dar relevo à defesa do governador. Vejam alguns exemplos.

O infalível – quando o assunto é defender João Azevedo – jornalista Walter Santos chegou a afirmar, em mais uma de suas insondáveis colunas, que o conselheiro André Carlo “induziu a Corte” ao erro e exigiu explicações técnicas ao TCE “de forma bem resolvida as contestações” (?). Do contrário, segundo WS, ficará comprovado que a decisão teve “motivações políticas”, o que nosso Conselheiro Acácio acha “inadequado”.

É bem provável que, quando esse legítimo exército de Brancaleone comandado pelo governador e por Nonanto Bandeira soltou foguetões e abriu espumantes na Granja Santana para comemorar a desaprovação das contas do ex-governador Ricardo Coutinho, pelo mesmo TCE, ­– depois de ter aprovado as contas dos anos anteriores com os mesmos problemas que levaram à depois de 2019 desaprovação, – não tenha percebido que, se o TCE usasse os mesmos critérios, ficaria obrigado a desaprovar as contas de João Azevedo. É muita parlemice.

Agora, estão em um mato-sem-cachorro. A Assembleia vai cometer a canalhice de manter a desaprovação das contas de Ricardo Coutinho e aprovar as de João Azevedo, explicitando ainda mais o jogo de perseguição política armado para tirar o ex-governador das eleições a qualquer custo?

De toda forma, essa é mais uma derrota de João Azevedo, que continua acumulando fatos negativos em sua campanha de reeleição. Ele que, dos candidatos a governador lançados até agora, é o único que sequer tem um candidato a senador e se mostra incapaz de manter unida sua própia base de apoio – o deputado Ricardo Barbosa, por exemplo, além de atacar Lula na Paraíba e depois posar de papagaio de pirata fazendo o L em Brasília, apóia a candidatura de Efraim Filho para o senado, Efraim que é da chapa do oposicionista Pedro Cunha Lima.

Muito menos, candidato a vice. Aliás, chamou muito a atenção o trecho final da entrevista que o deputado estadual do Republicanos, Raniery Paulino, concedeu hoje à radio Arapuã. Perguntado se aceitaria ser o vice de João Azevedo, Paulino desconversou dizendo que “esta discussão não estava na pauta”: “Estou muito focado na minha candidatura de deputado federal”.

Não é muito estranho esse desprezo dos partidos da base de apoio de João Azevedo pela vaga na chapa de candidato a vice-governador? Uma posição que dará a quem ocupá-la, em caso de vitória nas urnas, a grande possibilidade de assumir o cargo de governador daqui a quatro anos e de concorrer à reeleição.

Será que prevalece cada vez mais entre os possíveis nomes o medo de ficar sem mandato a partir de 2023?

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: