Jackson Macedo: “a direção nacional do PT nos deu plenas garantias de que Ricardo vai ser candidato e vai ganhar a eleição”

Após jurarem de pés juntos, por meses, que o senador Veneziano Vital não seria candidato a governador, a imprensa.gov resolveu agora, diante das demonstrações incontestes de que Veneziano não só será candidato, como será o único candidato de Lula na Paraíba, destilar seu veneno contra seu alvo predileto: a conversa agora é que Ricardo Coutinho na será candidato ao Senado. 

Depois das gigantescas demonstrações de prestígio político com Lula e a direção nacional do PT no último domingo, em São Paulo, os estrategistas de João Azevedo, com seus megafones e penas de aluguel na imprensa, resolveram criar dúvidas sobre a elegibilidade de Ricardo Coutinho.

Eles imaginam que o ex-governador, Lula e os advogados que assessoram nacionalmente o PT não tenham a exata dimensão das possibilidades de vitória no embate jurídico em curso, e que será resolvido pelo Supremo Tribunal Federal antes ou depois das eleições. E mais: estando a questão sub judice até outubro, Ricardo Coutinho poderá não só pedir votos, como ser votado. Mais ainda: quando chegar o dia de tomar posse, caso a única pesquisa realizada até agora que dá ampla margem a RC confirme seu favoritismo ao Senado, ele estará plenamente elegível.

Ou seja, nem Ricardo, nem Lula nem a direção nacional do PT são aventureiros que se dispõem a entrar numa aventura.

Jackson Macedo: Aguinaldo Ribeiro teme enfrentar Ricardo Coutinho

Foi o que deixou claro em entrevista concedida ontem ao radialista Bruno Pereira, da rádio Arapuã, o presidente estadual do PT, Jackson Macedo. Respondendo à milésima indagação sobre a elegebilidade de Ricardo Coutinho, Macedo disse que a postura vacilante de Aguinaldo Ribeiro de evitar, até agora, anunciar sua candidatura ao Senado, se deve ao receio de enfrentar o ex-governador nas urnas:

Aguinaldo não será candidato ao senado porque ele sabe que se for, perde. Ricardo será candidato pelo PT”.

Para Jackson, é a candidatura de Ricardo que define o futuro candidatura de Aguinaldo. Ou seja, se Aguinaldo tivesse certeza da inelegebilidade de RC já teria se lançado candidato.

Bruno Pereira não se deu por satisfeito e continuou a insistir em semear dúvidas, perguntando qual seria o nome alternativo ao de Ricardo Coutinho. Macedo foi ainda mais enfático:

Não, o PT não trabalha com outra possibilidade, porque a certeza que nós temos é muito grande de que ele [Ricardo Coutinho] será candidato. Pelo que eu tenho conversado com os advogados, com a direção nacional do PT, eles nos deram plenas garantias de que Ricardo vai ser candidato e vai ganhar a eleição.

Os reiterados ataques ao PT

É provável que em nenhum estado do Brasil, o Partido dos Trabalhadores esteja enfrentando uma artilharia tão pesada contra ele como na Paraíba. 

Adversários tradicionais provenientes de uma direita carcomida e ansiosa por vingança em razão das últimas surras eleitorais, e que, sem se assumir como tal, foi engolfada pelo bolsonarismo, se vê empunhando armas, ombro a ombro, com uma dita esquerda. Esta última se perdeu no emaranhado de projetos individuais em que se transformou certos partidos e certas correntes, que antes rejeitava qualquer tipo de aliança, ao ponto de não se incomodarem em atuar como linha auxiliar. Primeiro, de Cícero Lucena; agora, de Aguinaldo Ribeiro. 

Não só essa aliança espúria com a direita paraibana que domina o governo de João Azevedo. Em tempo algum na Paraíba, a imprensa.gov atacou o PT com tanta virulência, sob a coordenação da Secom estadual, manifestando uma falaciosa preocupação com a democracia interna do partido. Parte dessa imprensa, inclusive, vejam só, assumidamente bolsonarista. 

Eis um impasse que só a eleição da chapa Veneziano e Ricardo Coutinho vai resolver. Enquanto João Azevedo governar esse estado, a direita vai continuar avançando, com o apoio silencioso e cúmplice de setores de esquerda cooptados e que não merecem mais esse epíteto.

Abaixo, áudio da entrevista de Jackson Macedo sobre a elegebilidade de Ricardo Coutinho.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: