João Azevedo abandona Agentes Covid, que arriscaram suas vidas durante a pandemia

Profissionais contratados como Agentes Covid para ficarem na linha de frente no combate à pandemia de coronavírus, em 2020, foram abandonados pelo governador João Azevedo. Depois de dois anos arriscando a própria vida tentando salvar a vida de doentes de Covid em hospitais espalhados por todo a Paraíba, têm como recompensa Ala finalização dos contratos sem nenhuma possibilidade de reaproveitamento de suas experiências.

Relatos de vários profissionais indicam que eles/as estão recebendo ligações informando que seus contratos como Agentes Covid deverão ser encerrados na próxima terça, 31 de maio. 

Os servidores atingidos prometem uma grande mobilização para pressionar a Assembleia Legislativa a encampar sua luta. Assista abaixo vídeo com o chamamento para o ato.

O governo do estado não teve sequer a consideração de avisar previamente a esses profissionais que tão relevantes serviços prestaram à sociedade paraibana, alguns com o sacrifício da própria vida. Os contratos não davam direito sequer a férias.

Nas redes sociais da TV Arapuan, Edna Vilma (veja print abaixo) contestou a secretária de saúde da Paraíba, Renata Nóbrega. Edna exigiu respeito aos profissionais, especificamente aos Agentes Covid-19, que trabalharam arduamente nos últimos dois anos, seja nos feriados, dias santos, sem direito a férias, que substituíram profissionais efetivos com atestado médico. Além disso, Edna denuncia as indicações políticas, colaboradores que migraram de contrato Covid-19 para se tornarem prestadores de serviços.

“Cenário de guerra sim, nos quais muitos heróis perderam a vida, ou estão com várias sequelas e agora desligados. O Big Fone tocou! Eliminados. Um grande desrespeito. Até porque muitos colaboradores foram migrados de contrato Covid-19 para prestadores de serviços. E também pessoas que não eram nem do quadro, apenas um Q.I. uma indicação política. Responda as seguintes perguntas: a) Por que os “Servidores do Metropolitano estão sendo remanejados para a Maternidade Frei Damião? Por que os Servidores (que não participaram do Concurso da PBSAÚDE) estão sendo relocados no Clementino? As revindicações é com relação a Isonomia, transparência, legalidade! POVO temos diversas contratações nos bastidores (e Agentes Covid-19 e pessoas que nunca fizeram um concurso e/ou processo seletivo). Que vergonha!”

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: