Em quase 1/4 das escolas estaduais da Paraíba não existem bibliotecas

Mesmo quem não é educador sabe o quanto a leitura é importante na formação intelectual e cultural de qualquer indivíduo. E quem é educador reconhece desde sempre que a leitura deve fazer parte da vida dos estudantes desde cedo.

Em um país em que comprar livros é um hábito limitado pela renda das famílias mais pobres, a existência de bibliotecas nas escolas públicas ganha relevância pedagógica adicional para suprir essa lacuna na formação dos alunos.

Pois bem, é de estarrecer o que constatou a auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da Paraíba nas escolas públicas do estado. Em quase 1/4 (24%) das escolas estaduais simplesmente na não existem bibliotecas. E em 17% as bibliotecas existem, mas não estão em funcionamento.

Ou seja, o problema da educação pública na Paraíba vai muito além dos problemas advindos da ausência de reformas e manutenção das escolas, que tem motivado muitos protestos estudantis pelo estado. Biblioteca é um espaço indissociável da escola, parte essencial de qualquer projeto educacional e pedagógico. Sem elas, muitos jovens não terão a possibilidade de acessar o principal meio para desenvolver suas capacidade cognitivas e refletivas, seu vocabulário, seu conhecimento, enfim.

Eis um desafio inadiável para o próximo governo enfrentar.

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: