UM FESTIVAL DE TRAIÇÕES: Os foguetes de João Azevedo e Efraim Filho vão dar ré?

Era um domingo de agosto de 2021. João Azevedo chamou a imprensa para dar um recado direto ao deputado federal Efraim Filho, que então disputava com Aguinaldo Ribeiro a vaga de senador na chapa do governador.

“Nós só teremos na chapa e no nosso palanque, pessoas que se identifiquem com essa provável candidatura que nós vamos apoiar. Quando eu disse que na nossa chapa não terá pessoas que apoiem a reeleição de Bolsonaro, é porque é a mais pura verdade”

João Azevedo sabia que Efraim Filho tinha sido até ali um dos mais prestigiados deputados federais da Paraíba no governo de Jair Bolsonaro e, sobretudo nos dois primeiros anos, quando fazia questão de publicizar a proximidade.

Efraim tentou ajustar sua posição, mas logo percebeu que ele não cabia no palanque de João Azevedo se tivesse que disputar o lugar que, como sempre repetimos aqui desde o começo dessa disputa, já estava reservado a Aguinaldo Ribeiro.

Em 1° de abril (ops!), Efraim Filho anunciou o rompimento com João Azevedo, declarou apoio à candidatura de Pedro Cunha Lima e se tornou candidato a Senador do tucano.

O foguete subia a toda velocidade e Efraim voltava a se sentir em casa. Um mês depois, disse que votará em Bolsonaro, independentemente da contrapartida do presidente.

“Acho que cada um constrói a sua linha de ação, de evolução. A minha eu sempre tive uma linha de enfrentamento ao governo do PT.

João Azevedo perdia ali um dos candidatos a senador, se livrava, na verdade, de Efraim, mas contava com Aguinaldo Ribeiro, que, finalmente, tinha o caminho livre. O problema é que Aguinaldo Ribeiro roeu a corda dois meses depois, anunciando sua desistência, mas tirando antes o pirulito da boca do Republicanos ao exigir, e receber, a vaga de vice na chapa de João Azevedo que, pensava Adriano Galdino, estava reservada para ele.

E o governador passou a cambalear desorientado, sem saber o que fazer para acomodar o chororô de Adriano Galdino e os murros na mesa de Aguinaldo Ribeiro. João Azevedo observa os escombros causados por ele mesmo e seu mais próximos “conselheiros” políticos, e hoje se vê diante de três opções, cada uma pior que a outra: indicar um candidato nanico para a vaga de senador, não lançar ninguém ou trazer de volta Efraim Filho, o candidato anti-lulista que, semana antes, voava em um foguete que não dava ré na companhia do oposicionista Pedro Cunha Lima.

Notem o tamanho do desastre que João Azevedo tem pela frente caso Efraim Filho aceite voltar para os braços do governador que o rejeitou: Efraim abandonará Pedro Cunha Lima por João Azevedo depois de ter abandonado João Azevedo por Pedro Cunha Lima. Sem contar wje João Azevedo terá de esquecer o que disse sobre candidatos bolsonaristas-antilulistas em sua chapa… Como foi mesmo?

Quando eu disse que na nossa chapa não terá pessoas que apoiem a reeleição de Bolsonaro, é porque é a mais pura verdade”.

Bem, pode-se dizer que falar a verdade e cumprir promessa parecem não ser exatamente um atributo do governador.

E tudo para quê? Para oferecer um álibi ao partido de Hugo Motta e Adriano Galdino continuar no governo, depois de ser duplamente desmoralizado: 1) ao perder a queda de braço para Aguinaldo Ribeiro pela vaga de vice e 2) com Efraim candidato a senador de João Azevedo, o Republicanos, o partido cujos dirigentes se jactam de dizer que é o “maior da Paraíba”, vai ficar sem representação na chapa majoritária. No fim, Aguinaldo e Efraim vão dar risadas ao lado de João Azevedo.

Uma liderança política ascendente como Hugo Motta não merece esse tratamento logo quando começa a entrar para o seleto grupo das grandes personalidades políticas paraibanas, onde já estão Veneziano Vital, Ricardo Coutinho e Cássio Cunha Lima.

Como ninguém escolhe o próprio tamanho político…

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: