REAL BIG DATA: Ricardo cresce 5%, vai de 28% para 33% e mostra que o povo quer ex-governador no Senado

A campanha de desinformação orquestrada por parte da imprensa.gov que tentou, e ainda tenta, enganar o povo divulgando que Ricardo Coutinho está inelegível e, que, portanto, votar no ex-governador significa “perder o voto”, não apenas não surtiu efeito, como ajudou a impulsionar ainda mais a sua votação.

Na pesquisa Real Big Data de divulgada em 23 de agosto, Ricardo Coutinho tinha 28%. Um mês depois, na pesquisa divulgada hoje, o ex-governador deu um salto de 5% e foi a 33%. Enquanto isso, o candidato que apoiou a reforma da previdência, a reforma trabalhista, o teto de gasto, que cortou milhões da educação e da saúde para pagar juros da dívida interna, cresceu apenas dentro da margem de erro de 3% (foi de 17% para 20%).

Por que o eleitor continua votando em Ricardo Coutinho mesmo bombardeado com tanta desinformação? Um dos motivos, é a falta de credibilidade dessa parte da imprensa que trata o ex-governador como inimigo político. O segundo motivo, é que se o nome de Ricardo Coutinho continua a aparecer nas pesquisas é porque ele, claro, continua candidato. O mesmo vai acontecer no dia da eleição: quando esse mesmo eleitor digitar o 133, que é o número de Ricardo, ele vai ver que a foto do ex-governador surgirá na tela. E, da mesma forma que responde às pesquisas, vai apertar “confirma“.

Agora, imagine se não houvesse essa campanha desonesta, a mesma que tirou Ricardo Coutinho do segundo turno na eleição de João Pessoa, em 2020?

Publicado por Flavio Lucio Vieira

Professor do Departamento de História da UFPB, doutor em Sociologia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: